sábado, 6 de fevereiro de 2016

Estação Jataúba durante o carnaval presenteia a todos com este lindo papel de parede



Como colocar essa linda foto como papel de parede na tela seu do PC:

Pegue a foto acima (não abra a imagem). 
depois clique com o botão direito do mouse sobre a foto 
e clique em - definir imagem como plano de fundo da área de trabalho. 
e pronto!!

sábado, 23 de janeiro de 2016

Volta às aulas: como recomeçar?





No início de fevereiro, boa parte dos alunos da educação básica estará de volta às aulas. Acertar no início do ano letivo é decisivo para ter boas notas o ano todo. E os pais têm um papel fundamental neste momento: precisam transmitir ao filho palavras que aumentem a sua motivação, dosar a agenda para que a transição férias - estudo seja feita de um modo gradativo e, claro, acompanhar o trabalho escolar todos os dias: deveres de casa, rotina de estudos, ritmo de aprendizagem.

Dois casos específicos merecem atenção redobrada. O primeiro é o das crianças que vão entrar na escola pela primeira vez. A experiência precisa ser positiva, para evitar eventuais resistências e estabelecer uma boa relação com o mundo escolar.

Para isso, os pais precisam controlar a própria ansiedade. Por exemplo, há mães que choram na entrada do colégio, ao ver o filho cruzar o portão. Embora essa reação seja compreensível, ela reforça o sentimento de separação e pode gerar insegurança. Há que manter a tranquilidade: afinal, na escola, a criança estará se desenvolvendo e terá educadores monitorando todas as suas atividades. Se os pais reagirem com naturalidade e alegria, ela se sentirá bem mais confiante.

Em alguns casos, é necessário um período de adaptação. Alguns colégios sugerem que os pais fiquem um pouco com os filhos na sala de aula, nos primeiros dias, para aumentar a sua autoconfiança. Vale explicar a eles o porquê de ir à escola, a importância de aprender e a oportunidade de fazer novos amigos. Em pouco tempo a criança se integrará naturalmente ao novo ambiente.
Outro caso que exige especial atenção é o das crianças que estão passando do 5º para o 6º ano (a antiga “5ª série”). Não é uma mudança simples: são mais matérias e professores, muitos livros didáticos, mais deveres de casa e provas. O papel dos pais é ajudar na organização da agenda do dia, reforçar sempre o hábito de estudo e não deixar que as matérias se acumulem.

Não dá para esquecer que, nessa fase, o filho está entrando na adolescência e irão surgindo outros interesses além do estudo. É uma etapa marcada por novos eventos, como conflitos entre jovens, bullying, excesso de internet, risco do consumo de drogas. É momento de insegurança e necessidade de autoafirmação.

Frente a isso, em vez de cobranças exageradas, que podem atrapalhar a relação familiar neste momento tão delicado, pais e mães precisam conversar bastante com os filhos, com transparência e abertura, para entender com se sentem e orientar diante das dificuldades.

Em todos os casos, é importantíssimo manter contato direto e constante com a escola, para saber se o estudante começou bem o ano, se tudo corre dentro das expectativas e se há algo que possa ser feito em casa para reforçar a aprendizagem. Quando essa sintonia entre família e escola acontece de verdade, as chances de ter um ano letivo bem-sucedido são bem maiores.

Alguns candidatos a vereador e seus cabos eleitorais










Antonio Biloza, um político de mão cheia



olha o tamanho da mão direita do cara.

Disputa acirrada deverá marcar eleição para Câmara de Vereadores em Jataúba




           A disputa pela uma vaga na casa Inácio Viterbo de Araujo nunca foi tão acirrada como para os próximos quatro anos. Nas esquinas e malas políticas a conversa é uma só:   a disputa acirrada entre os dois candidatos Riva Cabeleireiro e Veinho do Barro Branco.
          
          Ambos os candidatos tem o apoio das principais lideranças políticas, ficando assim evidente que o 11º vereador será apenas um deles, o que fará que os concorrentes fiquem na suplência.
          Veinho de João Preto como é conhecido está no seu terceiro mandato de suplente e foi o responsável por calçar todo o barro branco, seu reduto eleitoral, localidade no qual terá mais de 600 votos tranquilamente. Riva é velho conhecido da população jataubense  tendo assim um favoritismo em relação ao seu concorrente, pois moradores do Pé do Monte estão fechado com ele. Agora é só esperar outubro chegar e ver quem vai obter exito.

Estradas da zona rural de Jataúba-PE ficam intransitáveis com a chuva


Em alguns trechos alagados, nem os caminhões conseguem passar.
Em 3 dias já foram 151 mm de chuva e os moradores estão em alerta.

    Motoristas que utilizam as estradas da zona rural de Jataúba-PE reclamam que os locais estão intransitáveis por conta das chuvas dos últimos dias. Em alguns trechos alagados, nem caminhões conseguem passar.  Em três dias já foram 151 milímetros de chuva e a Defesa Civil do agreste está em alerta.

Em vez de estrada, o que se vê no Sítio Bejinho é um rio. O caminhoneiro Antonio Erasmo veio do município de Poção pra entregar uma carga de material de construção em uma residência e não conseguiu. “Eu desisti, não tem condição de por o caminhão. Vou ter que dormir aqui porque não tem outra solução”, lamentou.
Na estrada do Sítio Lagoa do Angu, que dá acesso à nascente do Rio Capibaribe, um ponto começou a encher durante a tarde. Alguns carros voltaram, porque o risco de atolar é grande. O motorista Manoel Francisco dos Santos foi um dos que desistiram de passar. Ele tinha horário pra fazer entregas, mas achou melhor atrasar o serviço. “Eu preferi dar a volta porque vai que tem buraco ali, daí piora as coisas”, disse.
Já o motorista Ezequias Leite da Silva só encarou o alagamento, porque dirigia uma Toyota. “Fiquei com um pouquinho de medo de passar porque está um pouco desbarrancado. De carro baixo eu não arriscaria passar ali”, afirmou.
Mais chuvas
O problema pode se agravar, já que  a previsão, de acordo com a Defesa Civil do Agreste, é de mais chuva. “Nós temos previsão de chuva para os próximos cinco dias. O volume de chuva são de moderadas a fortes. Poderá haver alagamentos e transbordamento de rios e riachos, que estão acima do normal”, ressaltou o diretor da Defesa Civil do agreste que esteve em Poção-PE.

Ele ainda explicou ainda que os moradores das áreas rurais estão sendo orientados a passar por outros locais. “São poucas as possibilidades com veículos e há acessibilidade através de pontos alternativos”, disse.
Fonte: Poção em foco


quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Homem fica ferido após ataque de Tatu na Cacimba Nova (Jataúba)



Um homem de 39 anos ficou gravemente ferido após um ataque de tatu-peba em Cacimba Nova, próximo ao Riacho do Meio, distrito de Jataúba. A vítima foi encontrada por parentes na última terça-feira (5), com ferimentos e um forte sangramento na artéria femoral.
De acordo com as autoridades, familiares solicitaram o apoio dos vizinhos após presenciarem o ataque. Os amigos precisaram entrar em uma mata e caminhar uma hora para encontrar José Sebastião da Silva.
Após uma técnica de enfermagem realizar o atendimento de urgência, os vizinhos pediram apoio de um Toyota de lotação para levá-lo a um hospital. Entretanto, o homem teve uma parada cardiorrespiratória e foi transferido para o Hospital da Restauração na capital pernambucana em estado grave.
O animal teria sido encurralado pelos cães da vítima na área do quintal da família. Ao checar o que estava acontecendo, o homem foi atacado pelo bicho e sofreu cortes profundos nos braços e pernas. Assustado, o mamífero fugiu pela mata. 
Tatu-pebas não atacam ao menos que sejam ameaçados. Neste caso, usam suas fortes garras para se defender.
Riacho do meio em Notícias

A decadência de uma Rádio

O meio rádio virou uma imensa Torre de Babel, onde ninguém mais se entende, ninguém mais consegue sobreviver com a antiga e tradicional dignidade que sempre nos fez orgulhosos de sermos ouvintes.
Recentemente tive de ouvir uma emissora de rádio que coloca no ar uma programação própria, com alguns puxa-sacos. Pude constatar, ao me envolver com a pauta e o conversado de merda, que a terceirização é um dos grandes males do rádio e um dos fatores que o levaram ao final da lista dos meios de comunicação com o menor faturamento e baixa respeitabilidade. A terceirização é literalmente uma antropofagia, em que o terceirizado “come”, destrói a essência de sua atividade para tentar sobreviver.
Por que isso acontece?
Geralmente o dono da rádio, quase sempre um oportunista incompetente, não quer investir, não vê no seu meio de comunicação um empreendimento rentável e, se não vende para uma igreja evangélica acaba “picotando” o horário da emissora alugando espaços para quem quiser e tiver dinheiro no final do mês para pagar.
Se, por um lado a terceirização resolveu os problemas financeiros do dono da rádio incompetente, por outro lado criou um monstro que vai ao mercado vender seu espaço por qualquer dinheiro, desvalorizando o veículo, desmoralizando o mercado e destruindo a credibilidade.
A linha editorial, geralmente é comprometida. Quem paga leva. Vereadores, prefeitos, comerciantes oportunistas, todas as aves de rapina de olho na carniça acabam caindo em cima dos programas terceirizados, pagando por entrevistas, por elogios fáceis, sustentando no ar esses radialistas, alguns aventureiros vindos de cidades vizinha, muitos inconsequentes e a maioria desempregada, cuja única alternativa de sobrevivência é mesmo arrendar um horário e cair no mundo com a sua zoada se achando o dono da verdade.
Sem compromisso com a verdade, com a informação isenta, com a qualidade e investimento, esses terceirizados também “re-terceirizam” seus horários. Essas pessoas também precisam ir ao mercado arrancar uma verba publicitária para poder se remunerar, o que acaba provocando um aviltamento maior ainda no já combalido e prostituido mercado publicitário local. Muitos mendigam dinheiro para o pão ou o transporte, em troca de uma entrevista, de um “alô” para o anunciante no ar, coisas humilhantes assim.
Se tais terceirizações são legais ou não, nunca ninguém se manifestou. O ministério e todas as instâncias que fiscalizam os meios de comunicação nunca agiram contra essa prática que já é rotineira e até existem especialistas que criam sofismas legais para burlar a legislação.
As consequências são visíveis: o rádio é o último no ranking das verbas publicitárias; perdeu a qualidade e a credibilidade; não consegue criar novos programas, novos comunicadores e atrair ouvintes, vem perdendo ouvintes assustadoramente.
Os terceirizados dizem que os horários são relativamente caros e que, para pagá-los no final do mês precisam faturar do jeito que der e ainda sobrar dinheiro para sobreviver. Enfim: cada um tem sua justificativa, seu motivo.
Como consequência, o meio rádio na nossa terrinha virou uma imensa Torre de Babel, onde ninguém mais se entende, ninguém mais consegue sobreviver com a antiga e tradicional dignidade que sempre nos fez orgulhosos de sermos ouvintes.
Penso que precisamos urgentemente repensar o rádio, numa ação tripartite, onde os bons comunicadores e pensadores do rádio tivessem maior peso, juntamente com representantes sérios do município e as grandes empresas locais. Possivelmente encontraríamos uma saída digna para esse nosso tão combalido rádio, que, apesar de toda evolução tecnológica ainda é o mais importante meio de comunicação no país.

Bomba na política de jataúba!!! oposição reage na mesma altura e bota furando na situação


Para quem pensou que o prefeito Antônio de Roque, junto de sua comitiva, tinha dado mais um chapéu na oposição após o anúncio de caô e a permanência de Veinho, a divulgação da ex-quase-conselheira tutelar Rosalva, que passou a aderir ao grupo de situação, foi como uma bomba para a oposição que reagiu na mesma altura com apoios na mesma grandeza, confira as imagens:

Cabraíra irá apoiar Luzimário

Xaropinho segue com Chico de Ireneu

Qual foi a reação de Mamão e Sinaldo com uma notícia dessa?

Fim das férias para o Estação Jataúba

O blog Estação Jataúba depois de um longo período de férias nas praias do nordeste está de volta com força total.





domingo, 20 de dezembro de 2015

Esgoto estourado no cemitério de Jataúba

                                   
                                                         Imagem ilustrativa

Ontem durante um sepultamento,muitos entes queridos de uma falecida,tiveram uma imagem assustadora do cemitério local daqui da cidade de Jataúba, uma grande lagoa de esgoto se formou ao lado do portão principal do cemitério. A fedentina é horrível,muitos reclamavam da situação,em um momento de despedida teve que serem obrigados a presenciar tal cena. Lamentável,e hoje haverá outro sepultamento e várias pessoas terão que passar por essa situação novamente.

Mais um acidente com vítima fatal na PE 160.

sábado, 19 de dezembro de 2015

Em Brejo da Madre de Deus “terceira via já mostrou que não vinga”

A possibilidade de se ter uma terceira via totalmente independente na eleição em 2016, quando serão escolhidos os novos administradores das cidades brasileiras, deixou animada boa parte da população brejense. Isso porque muitos acreditam que houve um grande desgaste político dos líderes Roberto Asfora e Dr. Edson Sousa, após toda aquela novela do processo de cassação do prefeito Dr. Edson, e na sequencia, o seu afastamento, o presidente da câmara de vereadores ter assumido a prefeitura interinamente, depois ter sido realizada a eleição suplementar, Roberto Asfora ter passado um ano no poder, e o Dr. ter vencido a batalha no pleno do TSE e reassumido a prefeitura. Os munícipes foram os maiores prejudicados com todo esse processo e uma terceira seria bem vinda neste momento, isso é o que se falavam nas rodas de bate papo politico, “uma política nova, que traga esperança de um futuro promissor para o quase tricentenário município do Agreste pernambucano”.

Em julho deste ano (2015) o Blog Estação Notícias publicou uma matéria Eleição 2016 em Brejo da Madre de Deus já começou! Quem vai pra disputa? E nesta matéria, apareceram dois novos nomes, aparentemente sem ligação política com Roberto Asfora ou Dr. Edson. Mas, tudo leva a crer que essa terceira via não vai vingar, isso por que os nomes que se apresentaram já decepcionaram e estão sendo comentados negativamente pelos eleitores.
Jaime Motta

Jaime Motta - Era nome totalmente desconhecido, pegou carona após a matéria do Estação Notícias e confirmou que sua pré-candidatura a prefeito em 2016. O problema é que o cidadão já está sendo mal visto por boa parte dos brejenses que desaprovam a postura de querer fazer política aparecendo e patrocinando festas (essa tática foi exaustivamente utilizada na eleição em 2012, e não cola mais). O mesmo tentou se aproximar de algumas pessoas ligadas a política, mas a falta de propostas o deixou desacreditado, para muitos, seria mais um na multidão, e ser prefeito não passaria de uma utopia, ou seja, uma grande ilusão.
Geraldo Costa

Geraldo Costa - O brejense dono de um salão de beleza no Rio de Janeiro esteve visitando parentes e amigos em sua terra natal e já teria chamado algumas pessoas para o apoiarem e saírem candidatos a vereadores no próximo ano. Após a matéria do Blog Estação Notícias, um cidadão fez amizade com Geraldo Costa através da rede social Facebook e se queixou de sua falta de diálogo e de ter respondido friamente aos questionamentos, sendo um cara pouco comunicativo, utilizando apenas: sim, serei, talvez, foi, ok, vamos “achei estranho, a princípio pensei que fosse um fake (perfil falso), mas depois vi que não era, mas me parece uma pessoa monossílaba, não sabe desenvolver um diálogo. Oxe, um cara desse quer ser candidato sem saber falar com o público?” se queixou o amigo do face.

Por outro lado, um grande duelo de gigantes está sendo travado entre Rubinho Nunes e vereador Wagner Assunção (Bolão). O bicho está pegando!
Vereadores Laércio do Sindicato, Flávio Diniz, Rubinho Nunes e vereador Bolão 

Rubinho Nunes - Muitos acreditaram que Rubinho seria uma terceira via independente, mesmo sendo bastante próximo ao prefeito Dr. Edson. Mas teve cabo eleitoral se afastando de Rubinho após ter “se ligado” que o mesmo será o candidato apoiado pelo prefeito, isso é o que se comenta pelos bastidores da política, que Rubinho já trabalha para ser o “candidato de ultima hora” com o aval do Dr. Edson, o que teria deixado o tal cabo eleitoral insatisfeito, pois “acreditava no novo”. Neste ano Rubinho Nunes realizou alguns grandes eventos no distrito São Domingos e neste fim de ano está promovendo outro grande evento, desta vez na sede do município. Rubinho continua escondendo o jogo e comendo pelas beiradas para ser o candidato do Dr. Nas conversas na Praça Bom Conselho o nome dele é dado como certo na majoritária no próximo ano.

Vereador Bolão - O vereador está desgastado, não conta mais com a simpatia da Nação Boca Preta. Bolão teria brigado internamente com o prefeito Dr. Edson algumas vezes, e ter “votado contra as contas do seu prefeito” parece ter sido algo imperdoável, tendo o revestrés mais tarde, quando Bolão teve suas contas também rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), referente ao ano de 2012 quando esteve presidente da Câmara de Vereadores. Por outro lado, Bolão também está trabalhando para ser o candidato a prefeito na eleição próxima, e irá fazer uma grande festa de aniversário com shows e distribuição de bebidas para a população, festa que lembra aquelas realizadas pelo senhor Pedro Correia em sua Fazenda no distrito Fazenda Nova. A sua maior dificuldade é convencer e ser o candidato apoiado pelo prefeito. Se não o for, muitos acreditam que sairá candidato também, mas não seria uma terceira via legitimamente independente, por ter sido Bolão ligado até agora com o grupo do Dr.

Foi claramente observado pelos eleitores que o clima entre Rubinho e Bolão não é dos melhores, inclusive, com a realização de grandes eventos na mesma data, se o clima estivesse bom, seriam em datas diferentes e um estaria na festa do outro.

Destacamos a batalha entre Rubinho e Bolão, mas vale lembrar que os nomes dos vereadores Josevaldo Aguiar e Hilário Paulo correm por fora, não estão descartados. Na política tudo pode acontecer e o jogo pode mudar em questão de minutos. Às vezes “é sem querer querendo”, mas muda!

Então caros leitores do Blog Estação Notícias, a questão é que uma terceira via independente parece ser algo impossível para a eleição de 2016. O poder se concentra em Roberto Asfora e Dr. Edson, os dois grandes nomes da política brejense, até que nos provem o contrário.

Do Estação Notícias

Como as grandes religiões velam seus mortos?

Judaísmo
O velório é o momento de reunir familiares e amigos do falecido para exaltar suas qualidades, falar das bondades que praticou em vida e fazer orações em nome de sua alma. O caixão é ladeado por velas, para que o espírito encontre um caminho iluminado. A maior honra ao morto é oferecer donativos a entidades beneficentes em sua homenagem, o que traria conforto espiritual à alma diante de Deus
MELHOR É O SILÊNCIO
Na curta cerimônia, mulheres cobrem a cabeça com um lenço e homens com o quipá . Ninguém deve puxar conversa nem dar pêsames aos familiares do falecido: os judeus creem que nenhuma palavra pode expressar tamanha dor, então o melhor é ficar quieto nessa hora
EM VOZ ALTA
O caixão fica fechado - expor o morto seria desrespeito, já que para os judeus o importante é lembrar-se da pessoa como era em vida. O corpo nunca fica sozinho e os presentes não comem, bebem, cantam nem ouvem música. Em voz alta, rola a leitura de salmos e declarações sobre as virtudes do falecido
Hinduísmo
Nos rituais fúnebres hindus, o velório é apenas uma transição entre duas etapas mais importantes: a preparação do corpo, feita logo após a morte, e a cremação, que tem forte simbologia. Por isso mesmo, não há regra estabelecida para essa fase e os adeptos de diversos segmentos do hinduísmo despedem-se, cada qual, à sua maneira

RITUAL LIVRE
Há regiões da Índia em que familiares e amigos jogam pétalas de rosas , margaridas e jasmins sobre o corpo e dão três voltas em torno dele. Deixar cartas sobre o falecido, pedindo que a alma encontre o caminho da luz, também é comum. Outrocostume é fazer orações e ler textos sagrados diante do morto
BUDISMO
Familiares, amigos e um monge oram e despedem-se com calma, já que a morte é uma etapa de um longo processo evolutivo, e não um fim definitivo. Os visitantes levam palavras de consolo para os parentes do morto e também algum dinheiro, para ajudá-los com as despesas do funeral
Desapego iluminado
O corpo é colocado em um caixão, com um rosário budista enrolado nas mãos. Os presentes recitam textos sagrados em coro. Algumas subdivisões dos budistas oferecem alimento e água num altar, como símbolo de desapego do corpo físico. Junto do caixão, acendem-se velas e incensos
ISLAMISMO
Para os muçulmanos, o velório é um intervalo entre outras etapas do ritual de despedida. Como o corpo deve ser sepultado depressa, a cerimônia mais serve para que os familiares tenham tempo de cumprir com burocracias para o enterro ou para que aguardem a chegada de algum parente
Simples assim
Vestir preto não é obrigatório, mas os presentes devem estar trajados sobriamente, sobretudo as mulheres, que devem manter a cabeça coberta. Os presentes rezam em conjunto, perto do caixão, para que a alma do falecido siga em paz seu caminho. Os familiares podem permitir música durante a cerimônia
CRISTIANISMO
Familiares e amigos recebem condolências em sinal de luto e respeito. O caixão fica aberto para que os presentes toquem o corpo e dirijam-lhe as últimas palavras. A cerimônia deve ser a melhor possível, em sinal de reverência à memória do morto
Orações finais
Os católicos rezam e celebram uma missa, além de entoar cantos religiosos. Um padre faz as exéquias - conjunto de rezas para "encomendar o corpo" para a vida eterna. Familiares e amigos do morto se vestem de maneira sóbria e respeitosa. Os protestantes, por sua vez, não adotam o preto como cor oficial do luto
Primavera iluminada
No caso dos católicos, há uma cruz em cima do caixão e quatro velas ao redor. As velas simbolizam a luz de Cristo ressuscitado e são acesas para iluminar o caminho da alma até a eternidade. Amigos enviam flores aos familiares, simbolizando a "primavera da vida que floresce na eternidade"
• O número 3 é simbólico para os hindus. Segundo a crença, são três os deuses - Brahma, Vishnu e Shiva - que representam o ciclo completo da existência
• Os crisântemos são as flores preferidas pelos brasileiros para homenagear quem já morreu