sexta-feira, 19 de abril de 2013

Café, álcool e sal; veja alimentos que prejudicam a saúde dos ossos



Tomar leite ou adicionar a bebida ao cereal matinal pode parecer suficiente para alguns no que diz respeito ao suprimento de cálcio necessário ao corpo diariamente para garantir a saúde óssea. Em primeiro lugar, adultos precisam de pelo menos 1.000 mg da substância, o que não é fornecido apenas com uma xícara de leite, que oferece cerca de 248 mg.
Depois, a saúde dos ossos depende de outros fatores como os níveis adequados de vitamina D e manter hábitos saudáveis como não fumar e a prática de atividades físicas. “É preciso um equilíbrio entre os alimentos”, disse Joan McGowan, diretora da Divisão das Doenças Musculo Esqueléticas do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, ao site The Huffington Post, afirmando que além de consumir alguns itens, é preciso evitar outros.
A restrição é mais séria em pessoas com histórico de osteoporose. Confira cinco que merecem atenção.


Café
O problema com a bebida é que ela aumenta a eliminação do cálcio pela urina. Não são quantidades muito grandes e que podem prejudicar os ossos, se a dieta se mantém equilibrada. No entanto, é preciso ficar atento à quantidade de cafeína consumida em outros itens também, como chocolate ou mesmo em alguns remédios.
Refrigerantes
São fontes de cafeína também. Além disso, fósforo contido nas fórmulas interfere na absorção de cálcio. No entanto, especialistas alertam que o gás não causa danos comprovados ao corpo.
Sal
Várias doenças estão associadas a uma dieta com grandes quantidades de sal. O ingrediente, presente nos alimentos em várias versões, colabora para eliminação de cálcio por meio da urina e do suor. A recomendação é a de não ultrapassar os 2.300 mg diários de sal.
Álcool
Enquanto uma dose diária para as mulheres e duas para os homens podem estar associadas à saúde óssea, o exagero no consumo de bebidas alcóolicas colabora para o desgaste dos ossos e ainda predispõe a quedas, principalmente na terceira idade.

Muita proteína
Manter uma ingestão equilibrada de proteínas é importante para manutenção do bom funcionamento do organismo. No entanto, exagerar altera o pH do corpo, tornando-o mais ácido, o que pode levar a perdas ósseas. As mulheres devem ingerir 46 g de proteínas por dia e os homens, 56.

Nenhum comentário:

Postar um comentário