sábado, 22 de agosto de 2015

Em Camalaú: Mulher de vereador do PT recebe irregularmente seguro defeso de pescadora.


Como se não bastasse os inúmeros atos de corrupção propagados Brasil a fora, na pequena cidade de Camalaú um fato chamou atenção de toda a comunidade Caririzeira. A esposa do vereador do PT Antônio Bezerra da Silva, de nome Lucrécia Chaves Félix, recebeu até o mês de março de 2015,conforme dados da Controladoria Geral da União –CGU,recursos do Governo Federal através do Ministério da Pesca referente à Seguro Defeso,sem que a mesma qualquer atividade desta natureza.Como é sabido em Camaláu, a esposa do Vereador que além de ser funcionário público,o casal mantém atividade no ramo de confecções industrial ,diferente totalmente de atividades ligadas à pesca.


Segundo a Lei nº 10.799 – tem direito ao Seguro Defeso, hoje no valor de um salário mínimo R$ 788, 00 (setecentos e oitenta e oito reais), o pescador profissional que exercer a atividade de forma artesanal, individualmente ou em regime de economia familiar, que não possui renda familiar de qualquer natureza suficiente à manutenção da família,ter-se dedicado a pesca em caráter ininterrupto.O fato é que em nenhum destes requisitos a beneficiária de enquadra.Tudo mostra que houve sonegações de informações da composição familiar na DAP da “pescadora”.

No portal de transparência ainda mostra alguns recursos devolvidos no ano de 2014, conforme edital 57/2013, que foi exatamente quando a esposa do vereador Antônio Bezerra, teria conseguido um emprego de prestação de serviço no Estado, através do então Deputado Trócolli Júnior e ao cruzar os dados mostrava a fraude nas declarações de rendas da” pescadora” que foi restitui valores de aproximadamente R$ 2.000,00 (dois mil reais), voltando a receber o beneficio indevidamente em janeiro deste ano.

A Polícia Federal já está fiscalizando estas fraudes na Paraíba e começou pela cidade de Juazeirinho, onde já existe uma investigação na Colônia de pescadores do município. As investigações devem continuar em outros municípios da Paraíba, inclusive no Cariri.

O desgaste da classe política e notória em todo Brasil, mas a conduta do vereador Camalauense que deveria servir de exemplo, mostra que a regra é seguida até mesmo pelos políticos do interior do país.


A cidade de Camaláu tão pequena, mas já bem conhecida pela performance de alguns “políticos”.Quem não lembra do caso do Vice Prefeito Sandro Móco que desviava água da adutora do Congo para sua propriedade?O fato lhe rendeu um processo que ele responde atualmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário