terça-feira, 4 de agosto de 2015

Suspeitos morrem em tiroteio com a polícia após explosão em banco de PE

Ação ocorreu na madrugada desta terça (4) em Saloá, na região Agreste.
Este crime pode ter relação com o registrado em Venturosa, segundo PM

Explosão a caixas eletrônicos em agência do BB de Saloá, no Agreste de Pernambuco (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)
Nenhuma quantia foi levada pelo grupo, de acordo com a Polícia Militar (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)
Quatro suspeitos morreram em um tiroteio com a polícia, após explodirem caixas eletrônicos de uma agência bancária na madrugada desta terça-feira (4) em Saloá, Agreste de Pernambuco. Cerca de oito bandidos teriam envolvimento no caso, que pode ter relação com o de Venturosa, de acordo com o Major Hudson Moura - relações públicas do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM).
Ainda segundo o oficial, a corporação foi acionada após o crime e houve a troca de tiros com suspeitos. Três criminosos foram atingidos e morreram no local. Um quarto homem, que havia ficado ferido, foi encontrado morto em um matagal localizado a cerca de 500 metros da agência.
O major também disse que, até as 9h, foi contabilizada a apreensão de dois veículos, duas espingardas calibre 12, uma espingarda carabina, munições calibre 12, além de um colete à prova de balas.
Os demais criminosos fugiram a pé sem levar nada, também segundo o relações públicas do 9º BPM. A Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) - conhecida como grupo antibombas - irá ao local para verificar se ainda há material explosivo na unidade bancária.
O major destacou que, "na área do 9º BPM, já foi traçado um plano de ação para impedir e inibir a ação de grupos nesse tipo de crime, a exemplo das prisões de suspeitos de assalto a bancos, em Garanhuns".
Caso em Venturosa
O cofre de uma agência do Banco do Brasil foi explodido na madrugada desta terça-feira (4) em Venturosa, também no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente 12 pessoas teriam participado da ação. Os criminosos também fizeram cinco moradores reféns.
A agência ficou destruída, e, na sala do cofre, quatro paredes caíram, ainda segundo a PM. Os bandidos atiraram com armas de calibre pesados e colocaram grampos na BR-423, que dá acesso ao município, para dificultar a ajuda. Dois caminhões também foram colocados na pista.
Testemunhas comunicaram à polícia que o grupo fugiu em uma caminhonete e em duas motos. Os criminosos ainda não foram localizados. Nenhuma das vítimas ficou ferida. A PM não soube informar se alguma quantia em dinheiro foi levada. O Instituto de Criminalística (IC) irá periciar a agência.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário