segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Diogo Moraes demonstra competência e zelo com o dinheiro público e Assembleia Legislativa vai demitir terceirizados

           

Depois de cortar 98 comissionados dos 49 gabinetes de deputados - dois comissionados por gabinete -, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa prepara o corte de terceirizados da Casa. A versão inicial é que serão 80 servidores contratados por meio de empresas prestadoras de serviço que serão demitidos.

O primeiro secretário da Mesa Diretora da Assembleia, Diogo Moraes (PSB), confirmou, nesta segunda-feira (14), que está sendo estudado o tamanho do corte, porém, não está definida a dimensão do quantitativo. "Está em estudo, mas não tem o número definido. A gente está estudando", informou Moraes atravé de sua assessoria na Alepe. Diante da crise econômica do País e crise financeira do Estado, a Alepe cortou, num primeiro momento, em comissionados e extinguiu cerca de 60 vagas no quadro de efetivos que estavam desocupadas.

As atitudes e medidas de Diogo Moraes só reforçam seu compromisso com o dinheiro público. Poupar o dinheiro público com inteligência e estudos anteriores sinalizam o considerável grau de gerente competente que o verdadeiro representante do Polo de Confecções possuí.

Superar as expectativas e frustrar aqueles que torciam contra nos deixa mais confortáveis ainda em defender o nome do deputado estadual Diogo Moraes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário