sábado, 7 de novembro de 2015

GINECOFOBIA, UMA DISCRIMINAÇÃO REPULSIVA

Namorado e comerciante são presos acusados por morte de universitária em MG.
Um dia depois de o corpo da universitária Larissa Gonçalves de Souza, 21, ter sido encontrado em um matagal no bairro de Ponte Alta, em Extrema (484 km de Belo Horizonte), em Minas Gerais, a Polícia Civil do Estado prendeu os dois responsáveis por planejar o assassinato: o namorado da estudante, o modelo Luccas Gamero, 21, e o comerciante José Roberto dos Santos Freire, 35.
* * *
Vou traduzir rapidamente pros nossos leitores esta notícia aí de cima, sobre uma lamentável e criminosa demonstração de ginecofobia.
A moça assassinada, a universitária Larissa, era namorada de Luccas, um bonitão tipo galã.
Acontece que este namorado da moça, o Luccas, é boiola enrustido. E tinha um amante, o tal de José Roberto, xibungo de 35 anos, comerciante na cidade.
O comerciante vivia pressionando Luccas pra que acabasse o namoro com a universitária. Luccas, além de macho do comerciante, era também seu empregado na loja de roupas de sua propriedade, onde exercia as atividades de modelo.
ll
Larissa e Luccas, o namorado baitola
Só que, ao invés do termino do namoro, o que aconteceu é que os dois viados se uniram pra planejar o assassinato da estudante. O que de fato aconteceu, através de um matador que cobrou a quantia de 1.ooo reais pra cometer o terrível crime. Um trecho desta notícia dá idéia da barbaridade do assassinato:
Segundo a médica legista Tatiana Koeller de Matos, o corpo foi encontrado com os punhos atados aos pés por fios elétricos. Ele apresentava muitas marcas roxas, sendo que a mandíbula estava fraturada em dois pontos. Os ossos do pescoço também apresentavam fraturas, e o rosto da vítima estava coberto com fita adesiva. “As marcas mostram que ela foi amarrada com vida. Podemos concluir que houve crueldade.”
Resumindo: trata-se de um bárbaro crime de ginecofobia. Um crime de preconceito contra as mulheres, contra o gênero feminino, contra esta linda nação de fêmeas que embeleza o mundo e enche os ares de ternura, de amor e de encantos.
Agora, através deste meu espaço aqui no Estação Jataúba, estou convocando os “movimentos sociais“, sobretudo os chamados “movimentos gays“, pra ir pras ruas e protestar contra esta barbaridade. Contra esta criminosa discriminação que reprime mulheres e chega ao extremo de assassiná-las. Contra a misoginia de que são possuídos aqueles que não suportam a existência do bicho-de-saia neste mundo.
Vamos lá, senhores líderes dos movimentos de baitolas, mãos à obra. Convoquem os frescos, os adamados, os maricas e tudo quanto é doador de furico pra protestar contra o assassinato de mulheres.
E contem com o espaço desta gazeta escrota pra divulgar as passeatas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário