domingo, 1 de novembro de 2015

NÁUTICO VENCE O VITÓRIA-BA PELA SÉRIE B, E AINDA SONHA COM ACESSO

Em um jogo de dois tempos distintos, o Náutico conseguiu vencer por 3×2 o Vitória-BA, fora de casa, pela 33ª rodada do campeonato Brasileiro da Série. O 1º tempo do timbu foi apagado, com poucas chances criadas e os alvirrubros foram para o intervalo perdendo por 1×0. Só que no 15 minutos de descanso, o técnico Gilmar Dal Pozzo conseguiu dar uma injeção de ânimo nos seus atletas e em 15 minutos a equipe fez três gols com Daniel Morais, Bergson e João Ananias. Com o resultado, o Timbu manteve vivo o sonho do acesso e está a dois pontos do 4º lugar. Depois de 14 anos, clube venceu o Vitória em Salvador.

JOGO

O duelo começou com o Vitória pressionando o Náutico, mas o Timbu conseguiu segurar o adversário no início, mas a primeira finalização do jogo veio com a rede balançando. Aos 12 minutos, Diogo Mateus cruzou na cabeça do atacante Elton, que abriu o placar. O time alvirrubro não se intimidou e foi para cima do rubro-negro baiano. Daniel Morais recebeu na pequena área e bateu cima do goleiro Roberto Júnior. Em seguida, Rafael Pereira tentou empatar de cabeça após a cobrança do escanteio, mas também não teve sucesso. Mesmo estando atrás no placar, o Náutico não sentiu o gol e explorava o lado esquerdo ofensivo com meia Guilherme Biteco. Aos 25, ele (Biteco) invadiu a grande área, bateu em cima do goleiro e no rebote Daniel Morais não aproveitou a lance. O Vitória respondeu com meia Pedro Ken. De fora da área, ele bateu de chapa e o goleiro alvirrubro realizou uma grande defesa.

Nos minutos finais do primeiro tempo as duas equipes fizeram uma partida equilibrada e sem nenhuma jogada de perigo. Só lances consequentes de bola parada e finalizações de fora da área. Duas para cada lado. Aos 30, Bergson arriscou de fora da área, mas o goleiro adversário fez uma boa defesa. Após quatro minutos, foi a vez de Vander tentar de longe. Pouco tempo depois, Escudero cobrou uma falta perigosa e a bola tirou tinta do travessão de Júlio césar. A última oportunidade antes do intervalo foi do Náutico. Fillipe Soutto cobrou falta na cabeça do zagueiro Ronaldo Alves, que subiu mais que todo mundo, mas perdeu a chance.

No segundo tempo, o Timbu não deixou o Vitória respirar. Em 22 segundos, João Ananias tabelou com Bergson pelo lado esquerdo, foi na linha de fundo e cruzou para o atacante Daniel Morais, de carrinho, empatar a partida. Aos 7 minutos, Biteco deixou Bergson livre na pequena área e o camisa 11 encheu o pé para virar o jogo. O time mandante tentou responder com Rhayner. O atacante invadiu a grande área pelo lado direito, cruzou, Júlio César só assistiu, mas ninguém completou para o lance. Só que o Náutico voltou do intervalo com todo gás. Aos 15, Hiltinho arrancou pela direita, cruzou rasteiro, a bola passou por toda defesa e sobrou para João Ananias. O volante, livre, teve calma para tirar do goleiro e ampliar o placar para os pernambucanos.

Depois de abrir dois gols de diferença no placar, o Náutico adotou uma postura mais defensiva. Já os baianos pressionavam os alvirrubros. Diogo Mateus arriscou de fora da área e Júlio César fez uma defesa segura. Rafaelson subiu mais que a defesa alvirrubra após o cruzamento de Diego Renan, mas também não teve sucesso. Nos últimos minutos do confronto, o Vitória começou o famoso “abafa” em busca do empate ou até a virada e aos 38, Rafaelson conseguiu fazer o segundo gol dos rubro-negros. Na cobrança de falta em dois lances dentro da grande área do Náutico, ele soltou uma bomba e aumentou a pressão na reta final do duelo. Porém, os comandados do técnico Gilmar Dal Pozzo seguraram o adversário e conseguiram uma vitória importante na busca por uma vaga no grupo de acesso.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA

Roberto Júnior; Diogo Mateus, Kanu, Ramon, Diego Renan; Amaral, Escudero (David), Vander (Yan), Pedro Ken; Rhayner e Elton(Rafaelson). Técnico: Vágner Mancini.

NÁUTICO

Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Fillipe Soutto; João Ananias, Jackson Caucaia, Guilherme Biteco (Niel), Hiltinho; Bergson (Rogerinho) e Daniel Morais (Douglas). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Estádio Barradão (Salvador-BA). Horário: 16h10 (do Recife). Árbitro: Rodrigo D. Alonso Ferreira (SC). Assistentes: Rosnei Hoffman Scherer e José Roberto Larooyd (ambos de SC). Gols: Elton (aos 12′ do 1ºT) e Rafaelson (aos 38 do 2ºT) para o Vitória-BA. Daniel Morais (22″ do 2ºT), Bergson (7′ do 2ºT) e João Ananias (15′ do 2ºT). Cartões Amarelos: Fillipe Soutto e Guilherme Biteco (Náutico).

Nenhum comentário:

Postar um comentário