domingo, 8 de novembro de 2015

SURTO DE ZIKA SUPERLOTA UNIDADE HOSPITALAR DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

 Recepção lotada, pacientes nos corredores e pessoas deitadas no chão, esse foi o cenário desse sábado (07) no Hospital Municipal Raimundo Francelino Aragão na cidade de Santa Cruz do Capibaribe que teve um aumento de mais de 100% no volume de procuras por atendimento. A superlotação da unidade se dar por conta do surto das doenças provocadas pelo mosquito Aedes Aegypti transmissor dos vírus da Dengue, Zika e Chikungunya.
 A reportagem do Blog Agreste Notícia esteve no Hospital Municipal e registrou imagens de pessoas deitadas sobre o chão em fronte a unidade hospitalar, criando inclusive um aspecto de calamidade público. Algumas pessoas já se encontravam na espera a mais de três horas, embora o hospital se encontrasse com dois médicos atendendo pacientes de menor complexidade e outro para casos mais graves.
 A maioria das pessoas apresentavam sintomas de características da Zika que são dores no corpo, inchaço nos membros inferiores e superiores, febre, dor de cabeça e manchas vermelhas.  
 Funcionários do Hospital Municipal Raimundo Francelino Aragão informaram que, uma grande parte das pessoas que recorreram ao HRFA é de cidades vizinhas como Taquaritinga do Norte, Brejo da Madre de Deus e Jataúba, além de algumas oriundas de municípios do estado da Paraíba, como por exemplo, pacientes de Barra de São Miguel.
 SOBRE O VÍRUS ZIKA - Transmitida da mesma forma que a dengue, os sintomas da doença são febre, dores nas articulações e músculos, dor nos olhos, coceira na pele e também manchas avermelhadas espalhadas pelo corpo.
 Segundo o Ministério da Saúde, em casos menos comuns, a doença pode vir acompanhada de diarreia, prisão de ventre, dor abdominal, tontura e outros sintomas. Depois que o vírus se manifesta no corpo, o tempo de cura pode variar entre 03 a 12 dias.
Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário